Lembranças esquecidas para sempre...


Palavras lançadas pelo Vento jamais voltam...





"... e desde então sou porque tu és, e desde então, és, sou e somos, e por amor serei, serás, seremos."

Tuas mãos


O veneno das tuas mãos,
Transportam os segredos ocultos…

No ebreu da noite,
Caminhas com uma alma.
Teu sorriso poderoso,
Mostra os segredos do teu coração…

Pobre de quem te pertence!

Acorrentadas serão.
E no eco dos abismos ,
Fazem se ouvir suas lamurias .
By anjogotika

A espera


No hebreu da noite…
Pensamentos vagueiam.
Almas sufocam no desespero.
Anseiam por quem não encontram…
Olham ao seu redor, mas, nada obtêm.
Caminham sem um rumo…

Esperam !

Sem saber por quem.
No limite da vida,

ainda tentam uma esperança.
No sorriso perdido,
deixam a recordação alcançar suas mentes…
Lembranças dos momentos de partilhas.
E partem na procura da paz.

Anjogotika

gritos de silêncio


Num grito silencioso, deixo-me ficar…
Palavras gastas em que minha alma se encontra,
Procura o ventre perdido.

Tantos porquês, que nem resposta encontro!
Caminhastes no silêncio…

Procurei-te nos gritos não ouvidos.
Trancado um coração em sofrimento…
Perdi-te na estrada sem retorno.
By anjogotika

Memorias


No abismo,onde as palavras não tem retorno.
Uma alma penada,espera!
Olha o longínquo do que deixou...


Nem sabe que a vida existe.
Rosto molhado,pelas incertezas...
Não lembra quem é!


Vagueia nas suas memorias,
tentando encontrar o reflexo de si.
Que há muito está perdido.
By anjogotika

Partida...




Neste mundo tenebroso,
Uma alma partiu...

O silêncio ficou,
onde as palavras eram vida.
Nos olhares distantes,
uma promessa é dada!

Quando num abraço,
uma lágrima rola...

Porque uma alma partia,
rumo ao que desconhecia.


By Anjogotiko

palavras

Photobucket
Na imensidao das palavras...
Trás os sentimentos da obscuridão,
que os corações transportam.
Photobucket
Almas insipidas na dureza,
dos segredos maléficos...
Fazem seus voos na escuridão,
onde a luz não ilumina tais seres...
Gotika

Silêncio


Silencio oculto em palavras perdidas…
Voos sem rumo no obscuro da noite.


Têm o trago da insensatez !


Nada os impede de sugar o sopro da vida.
Num abismo onde o eco já não tem retorno.
Gotika

Percorri caminhos...
Soltei as notas da minha melodia.

Na essência das palavras.
Deixei as almas ouvirem-me!
Ao meu encontro vieram....

Num olhar que se perde.
Procurei o que nao vi...

Continuei pelo caminho,
onde a melodia
se fez ouvir.


Clareza




Na clareza de um rosto.
Encontro um olhar perdido...

Que procuras tu alma?
Um sorriso que há muito se perdeu!


Nas noites de solidão,
buscas o aconchego...

Num olhar triste.
Lembras um passado longínquo


Gotika

Gritos das almas


Mundos tenebrosos...
Almas penadas,clama!
Homens maus,que
rasgam suas victimas sem piadade...
No odio que seus corações transportam.
Vão semeando o medo.
Esqueçem...
Que tambem o colherão!!!
E nesse dia,
suas almas gritarão...
Mas ninguem os ouvirá.
Gotika